03 abril, 2012

Demi Lovato fala sobre comportamento antigo de "diva"

Matéria por: POP Crush

Demi Lovato gravou um especial para o E! com a apresentadora Giuliana Rancic para coincidir com o lançamento de Give Your Heart a Break. Bem, o videoclipe vazou antes da estreia planejada, mas o especial foi ao ar, como programado, noite passada (2 de abril). 

Durante a conversa franca e sincera, Lovato relembrou como ela mantinha um comportamento de diva antes ir para a reabilitação. Se nós pudéssemos amar e respeitar apenas uma única coisa sobre Demi – já que existem muitas coisas que nós amamos e respeitamos em relação a ela –  seria a sua honestidade. Não há limites para o que ela diz e sua franqueza é admiradora.

"Eu passei por muitas coisas nos últimos três semestres, e antes disso, eu não aproveitava nada completamente," disse ela. "Houve época onde eu agia realmente feito uma diva. Eu não era a pessoa mais agradável para se trabalhar. Depois do tratamento, eu sabia que eu poderia não ter mais a mesma carreira de antes e isso foi assustador pra mim." 

Essa percepção bastante poderosa, a faz viver cada dia completamente, já que agora ela se deu conta que pode não ter mais nada do que tem no dia seguinte, assim, ela aproveita o máximo possível enquanto pode.  

Lovato, no alto de seus saltos, calça de couro e batom vermelho, falou sobre alguns detalhes essenciais de "Give Your Heart a Break", tanto da música quanto do vídeo. "A canção foi gravada um ano e meio atrás, e eu não estava namorando. Mas agora quando eu a canto, eu penso em alguém, a relaciono como eu posso. É uma música romântica sobre ter fé."

O clipe também mostra que nem só os homens têm de fazer algo romântico para as mulheres, ao invés da mulher fazer algo incrivelmente lindo para o seu namorado, que é o que ela faz no vídeo! 

Ela também comentou que uma das lições mais valiosas que aprendeu, é que ela tem de amar a si própria antes de amar qualquer outra pessoa, e que as mulheres podem ser independentes, sem precisar dos outros; que há coisas que nós podemos deixar para trás.



Nenhum comentário:

Postar um comentário