05 abril, 2012

Entrevista exclusiva de Demi Lovato ao WE7

Matéria Por: EW7

O WE7 teve o privilégio de conhecer a estrela adolescente da Disney e exemplo para milhares de pessoas, Demi Lovato durante a sua visita ao Reino Unido no início desta semana. Veja o que a cantora, compositora e atriz norte-americana tem a dizer  sobre a sua admiração por Adele e muito mais.

WE7: Oi, Demi. É ótimo ter você aqui em Londres – como é para você viajar e você está aproveitando o seu tempo aqui?
DL: Eu realmente amo viajar e já tive bons momentos aqui em Londres. Estou aqui apenas por alguns dias, mas já estive aqui e os meus fãs têm sido tão maravilhosos. É sempre divertido vir a Londres.

WE7: Seu novo CD, o "Unbroken" será lançado essa semana; e esse é um título bem provocador – qual o significado por trás dele?
DL: O significado por trás do 'Unbroken' é que isso meio que representa a jornada que eu tenho encarado. Passei por muitas coisas, mas nada tem sido capaz de me arruinar e hoje eu sou inquebrável.

WE7: O novo disco parece seguir uma direção diferente de como você começou com a Disney. Tem muito mais R&B. Você acha que isso mostra mais quem você é e o caminho que você quer seguir com a sua música no futuro?
DL: Eu escolhi fazer esse álbum mais R&B porque é algo que eu ainda não tinha feito antes e eu realmente queria experimentar o que eu gosto. Não sei se ele necessariamente representa melhor quem eu sou, então não sei se irei fazer isso novamente no próximo disco, mas nunca se sabe. Às vezes, entro em estúdio preparada pra gravar um álbum pop e sai um pop-rock, então nunca se sabe o que pode acontecer!

WE7: Você trabalhou com grandes artistas nesse CD. Como essas colaborações aconteceram e quem foi o seu preferido de se trabalhar? 
DL: Meio que aconteceu, eu realmente não planejei nada disso. O mais memorável com certeza foi ter trabalhado com Timbaland e Missy Elliott. Me diverti bastante trabalhando com eles em Miami e essa foi uma das melhores semanas da minha vida! Foi incrível. Tive sorte e me diverti muito mesmo trabalhando com eles.

WE7: Você começou a sua carreira com atuação. Isso é algo que você pensa em voltar a fazer?
DL: Definitivamente quero voltar a atuar algum dia, mas no momento, isso não é a minha maior prioridade. Estou apenas me focando em apresentações e fazer música é a minha paixão número um. Talvez em breve eu volte à televisão ou aos filmes, mas agora, quero apenas focar na música. 

WE7: Você tem incríveis 6,3 milhões de seguidores no Twitter (e ainda segue apenas 233 pessoas sortudas!). Você se diverte utilizando o Twitter e como você decide quem seguir?
DL: Eu sigo pessoas que eu acho realmente interessante ou pessoas das quais sou amiga. Todos que eu sigo, acho que provavelmente eu já tive algum contato, exceto a Britney Spears, mas você tem que seguir a Britney Speares, né! Sou muito grata ao Twitter porque ele é quase um contato direto com os meus fãs. Posso twittar algo e instantaneamente insiro isso no mundo na frente de 6 milhões de fãs. Eu amo isso. Acho que é uma ótima maneira de se comunicar com os fãs. 

WE7: Existem muitas artistas femininas fortes no pop atualmente. Como você se sente no meio disso?
DL: Eu não me coloco no nível de artistas como a Katy Perry ou a Rihanna. Ainda sinto que estou dando duro pra chegar lá. Espero um dia estar ao nível delas, mas por agora, estou contente por estar onde estou. Mas é claro que ainda quero atingir esse tipo de meta e ter essas aspirações.

WE7: Você faz muitos trabalhos para campanhas anti-bullying e fala bastante sobre os problemas pelos quais você passou. Qual conselho você daria às garotas que talvez sinta a pressão de tentar se encaixarem a sociedade?
DL: Eu diria que se elas estão sendo intimidadas, então falem sobre isso – conte a alguém, não reprima isso. Se você está sofrendo com problema de imagem, saiba que você não está sozinha. É algo com o que eu ainda batalho até hoje – não estou sempre perfeitamente feliz com o meu corpo. Afinal, eu sou uma mulher e o que mulher é? Mas me certifico de dizer a mim mesma que eu sou linda e digo a mim mesma afirmações diariamente, então recomendo aos jovens, meninos e meninas, a fazerem isso.

WE7: Já que você está aqui na Inglaterra, quais estrelas britânicas você admira? 
DL: Eu amo o James Morrison. Ele é um dos meus músicos favoritos. Também amo a Corinne Bailey Rae e Amy Winehouse que claro, foi tão incrível, mas acho que a Adele é a minha favorita. 

WE7: Quais são as suas pretensões para a sua música?
DL: Realmente não sei onde eu mesma me vejo chegar com a minha música, mas espero que seja algum lugar onde eu consiga alcançar um publico maior e possa realmente falar com as pessoas com a minha música, fazendo-as se relacionar com ela. Sinto que a carreira da Adele decolou e chegou tão longe porque ela consegue se relacionar tão fácil e é tão vulnerável em suas canções. Quero muito fazer isso no meu próximo álbum. 

WE7: Quem você diria ser suas principais influências e quem você escutava enquanto crescia?
DL: Kelly Clarkson e Christina Aguilera foram as minhas duas principais influências durante o meu crescimento, mas graças a minha mãe eu também tenho muitas outras influências antigas como o Motown e coisas do tipo. Amava a Billie Holiday e a Aretha Franklin.


Nenhum comentário:

Postar um comentário